quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Nos reencontros da vida - Parte IV

Para se achar: Nos reencontros da vida - parte III
"Saiu do quarto, o coração palpitou, mandou embora para dentro de si o medo e em passos firmes encarou aquele olhar. Estava ficando mais forte, já não era tão fácil ficar bêbada. Tocou uma música qualquer, alguma coisa sobre recomeço, novo-amor. Como assim? Marcos se aproximava de Helena, puxou-lhe delicadamente pela mão, com o beijo-cavalheiro convido-lhe a dançar e ela deixou se levar por aqueles braços fortes."
Ela recostou-se naquele peito que se mostrava tão capaz de dar amor. Sentiu um cheiro forte de paixão e ouviu algumas palavras sobre carinho. Deus, que sensação era aquela? Ela parecia estar flutuando, buscava o chão mas algo não lhe deixava ir embora de um sonho bom. Marcos puxou-a para mais perto para dizer que ela era sua, a música era agitada e eles não saiam daquele passo lento de um amor-novo.
A vergonha ia embora pouco a pouco, não diziam que o amor é lindo? Helena encostou-se mais naquele corpo-segurança, não queria se desaninhar dali tão cedo. Ele lhe deu um beijo no queixo e foi descendo até que, novamente, suas bocas trocassem as almas. Agora pronto! Não havia mais segredo, e por incrível que pareça, isso não a incomodava, fazia com que ela enchesse o peito de orgulho, cheia de uma emoção reconfortante.
A noite foi crescendo e deixando de ser uma criança, as horas passaram rápido demais e o sentimento acelerava no peito daquela pequena menina, era hora de ir para cama. Marcos a levou até a porta do quarto e encostou-a na parede. Chegou mais perto e sussurrou em seu ouvido: "Dorme com os anjos e sonha comigo".
-Bobo, eu já estou sonhando.

(continua...)

OBS: gente, a vocês, que tanto me pediram a continuação desta estória devo um pedido de desculpas enormes (demorei, não é?). Mas o coração me pedia para não escrevê-la tão depressa. Agora aí está e prometo: não vai demorar para o fim. Beijos amores

6 comentários:

  1. Obrigada pelo comentário no meu blog, fofa (: começarei a ler essa sua estória em breve, quando eu tiver tempo... beijos :*

    ResponderExcluir
  2. "Ela recostou-se naquele peito que se mostrava tão capaz de dar amor. Sentiu um cheiro forte de paixão e ouviu algumas palavras sobre carinho. Deus, que sensação era aquela? "

    Mas essa passagem foi liindaa demaiiis ! *-*

    ResponderExcluir
  3. Encantador o texto, Gabi! =)

    Vou ler os outros trechos para relembrar.

    beijo, beijho.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  4. Ai estou amando a história!
    Linda!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ah, e olha o Marcos surpreendendo outra vez, deixa ir lá ver a continuação, hehe...

    Bjs =)

    ResponderExcluir